05
fev
09

Política: CBF vaticina: “A Copa é no Brasil, mas não é do Brasil”

Governador André Puccinelli, Ricardo Teixeira e o prefeito Nelsinho Trad em entrevista coletiva.

Em entrevista coletiva à imprensa concedida durante a visita técnica à Campo Grande (MS), o Presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, foi enfático ao dizer que “só será sede quem estiver cumprindo as exigências e com a estrutura necessária”. Caberá à FIFA analisar quais cidades serão capazes de comportar os jogos e receber os turistas durante os jogos.

De acordo com o assessor de comunicação de Ricardo Teixeira, Rodrigo Paiva, “A copa é no Brasil, mas não é do Brasil”. Portanto é responsabilidade da Fifa analisar as condições de conforto, segurança, mobilidade, entre outros aspectos que sejam bons para os torcedores.

Para o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, não há dúvidas de que Campo Grande será escolhida como uma das subsedes. Durante a visita de técnicos da FIFA e da CBF ontem na capital, a população contribui de forma significativa mostrando seu entusiasmo nas ruas.

Ao longo da Avenida Afonso Pena, as pessoas esperavam pela passagem dos técnicos, das autoridades locais e da musa da Copa, a modelo Luisa Brunet. O carinho e patriotismo da população deixou o governador emocionado, além de impressionar Ricardo Teixeira, que disse a André: “Isso parece final de Copa do Mundo. Nunca tinha visto isso”.

A equipe técnica da CBF e da FIFA desembarcou no Aeroporto Internacional de Campo Grande por volta das 16 horas e no local foram recepcionados pela as comunidades paraguaia, libanesa, japonesa, indígena e por escolas de samba da capital. O que mostrou a abrangência cultural existente na cidade.

Do aeroporto até o Palácio Popular da Cultura a população vestida de verde e amarelo saudou os representantes, contrariando a afirmativa de autoridades cuiabanas que afirmavam que a movimentação por aqui ainda era “morna”.

O presidente da CBF respondeu durante a coletiva de imprensa que o apoio popular e político demonstrado nas ruas ontem será levado em consideração para a escolha da subsede.

Anúncios

1 Response to “Política: CBF vaticina: “A Copa é no Brasil, mas não é do Brasil””


  1. 1 Cris Parron
    8 de fevereiro de 2009 às 15:57

    Espero sinceramente, apesar de não gostar de futebol, que Campo Grande seja mesmo escolhida como uma das subsedes da Copa. Isto, pelo desenvolvimento da cidade, porque o governo e prefeitura deixaram claro que quando querem transformam a cidade de uma hora para outra. Ou, como vimos, da noite para o dia. Fora as oportunidades de emprego, desenvolvimento cultural e social. Mas não serei uma brasileira a vestir verde amarelo. Usarei qualquer camiseta de times adversários da seleção brasileira. Revolta???? Não!!! Só acho que essa seleção usa muito salto alto, e jogando no Brasil então… melhor usar a camiseta de nostros hermanos argentinos, mesmo correndo o risco de ser apedrejada!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Pessoas já leram MZN News:

  • 325,172 hits

SOS Nordeste

Categorias de Matérias

Quer procurar alguma coisa no Blog?

Digite no campo abaixo palavras chaves (tags) para encontrar nas matérias já publicadas

Arquivos

Expediente

Editor e Articulista:
Mazinho Almeida
Colaboradoras:
Fládima Christofari (Campo Grande -MS)
Helen Mariana (Curitiba-PR)
Cartas à Redação:
Para corresponder com nosso blog, além dos comentários, envie e-mail para o endereço mznnews.redacao@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: