16
fev
09

BBB9 – Mais dois novos integrantes…

mznlogo-bbbO Big Brother Brasil – BBB, nesta nova edição, bateu todos os recordes: positivos e principalmente, negativos!

Eu sou um bom termômetro, de que o BBB começa a mostrar sinais de desgastes. Desde a escolha dos participantes à constantes mudanças nas regras, nada que a direção do programa faça vai me fazer assistir BBB.

A última foi colocar mais “dois novos integrantes” para dentro da casa. Queria fazer uma série de reflexões e elucubrações sobre o BBB. Gostaria que quem lesse este texto, comentasse e postasse sua opinião. Ajudem-me a entender uma série de coisas.

Prêmio

Por que a Globo não aumentou o valor do prêmio? Este valor, salvo engano, já está “congelado” há pelo menos 3 ou 4 edições. Recordo-me que, na época em que os Reality Shows estreiaram na Globo (existia o No Limite, que só durou 3 temporadas… o Fama, que me lembre, 4 temporadas), Big Brother pagava 500 mil reais.

Como as demais atrações ficaram fadadas ao insucesso – ninguém tinha mais estômago pra ver “banquetes exóticos” como olho de cabra sendo engolidos por participantes submetidos à exaustão da tortura psicológica – a Globo descolou o Big Brother.

Escolha acertada. Mas sempre houveram polêmicas acerca dos programas e de seus participantes.

Participantes

Na 1ª edição, o cabeleireiro franco-angolano Sérginho estava irregular perante à Imigração Brasileira e quase foi extraditado do país. De lá para cá, o nível de inteligência e “conteúdo” dos integrantes, foi sendo substituído, pela “embalagem”.

Sai pessoas inteligentes e interessantes; entram gostosões e gostosonas, cujo únicos atributos são uma bunda ou um peitoral bem malhados. Salvo raríssimas exceções – a Grazzi Massafera, a Iris Steffanelli. Juliana e Sabrina Sato – os demais integrantes, após sairem do BBB, voltaram ao anonimato com a mesma velocidade com que foram catapultados à fama.

Dos vencedores do prêmio principal, não tenho notícias. Só mesmo do Kleber Bam Bam, que volta e meia, envolve-se em alguma confusão policial e ainda não foi processado pela Hanna Barbera, por usar comercialmente o nome da personagem dos Flinstones.

Aonde andará o coubói Rodrigo? A empregada doméstica Cida? O obtuso Dhomini? A enfermeira Mara? Lugar incerto e não sabido.

O “alemão” Diego não emplacou, nem convenceu: de repórter à participações especiais no Programa do Didi, sua carreira artística não decolou como alguém na Globo esperava. Já o “Rafinha”, gravou um CD com sua banda e continua na obscuridade: graças à Deus. Até que ouça o tal disco, para mim, melhor ficar onde está.

Nesta 9ª edição, o critério de escolha dos candidatos permanece um mistério: de longe, não são os mais bonitos! Com todo respeito à conterrânea Priscila (que foi escolhida “a musa” deste BBB, pra terem uma idéia!!!). De outro lado, também não são os mais inteligentes… vide os vídeos no YouTube!

Aliás, neste quesito “inteligência”, falarei no próximo tópico.

Estereótipos

Desde a 1ª versão, a Globo no processo de escolha dos participantes, utilizou uma certa “lógica”. Entre tantos gostosos e gostosas, você poderá notar: há pelo menos, um candidato, que seja Gay, Negro e Mais Velho.

Falsidade politicamente correta… só para não serem acusados pela opinião pública de racistas, homofóbicos ou anti-idosos. Provavelmente, na cabeça dos diretores do BBB, esses seriam os primeiros a serem eliminados. De certa forma, se olharmos todo o retrospecto das edições anteriores, faz algum sentido…

Ironicamente – ou não… tudo é possível – essa lógica foi “quebrada”. Em um determinado momento, o público começou a definir em seu inconsciente o bando de “mocinhos” e de “bandidos”, no enredo em que se transformara cada edição.

Daí, que se você percorrer todos os vencedores até a 6ª edição, verá que o público elegeu o mais “mocinho”, o mais “coitadinho”, o mais “necessitado” como campeão.

Foi assim com o “pobre dançarino chorão que vendia água-de-coco” na praia (Kleber, BBB1). Foi assim com o “peão de rodeio, legítimo representante do povo do interior” (Rodrigo, BBB2). Foi assim também com o “goiano, com sotaque caipira, não tão bonito, mas que namorou a gostosona da atração” (Dhomini, BBB3).

Também teve o elemento “sorte”, que puseram dentro da casa através de “sorteio telefônico ou de cupom”, duas legítimas representantes da Mulher Brasileira: a empregada doméstica do subúrbio carioca (Cida, BBB4) e a técnica de enfermagem de etnia indígena (Mara, BBB6).

De todos os ganhadores, o caso de Jean Willys, foi o mais merecido. Ele entrou no BBB, provavelmente, por ser negro, baiano, assumidamente gay e professor universitário. E mostrou seu valor, sua inteligência dentro do programa. Distribui pérolas de sabedoria à conta-gotas para os participantes, e por tabela, ao público que o assistia.

Assumiu sua orientação sexual com dignidade, sem estereótipos ou trejeitos caricatos. Soube manter a classe, sem ser arrogante. E de todos os participantes do sexo masculino que levaram o prêmio principal, Jean foi o único que levou não apenas o “dinheiro do grande prêmio”.

Até onde eu havia lido, Jean, tornou-se um importante consultor da própria Rede Globo, no núcleo de teledramaturgia. Se for verdade, é totalmente merecido.

Casa de Vidro e Muro de Berlim

Eu queria ter escrito sobre isso antes. A tal casa de vidro, que originalmente havia sido instalada num Shopping Center da cidade do Rio de Janeiro, foi uma das “inovações” deste BBB.

Os pretendentes são enjaulados e expostos ao público como hamsteres dentro da gaiola. Nada mais humilhante…

O que mais me incomodou, desde o início (veja todas as postagens sobre o BBB9), foram os critérios nebulosos para escolher os participantes desta edição. Em princípio, da tal casa de vidro, era pra ser selecionado apenas 01.

Não sei o resultado da votação popular (a Globo, obviamente, não divulga), mas acabou-se optando por escolherem 02 participantes, sendo um casal. Desta forma, escolheu-se “o mais votado dos homens” e a “mais votada das mulheres”.

O que era pra ser 12 participantes, passou a 14. O paredão que era somente com dois participantes, passou a ser com três: desta forma, polariza-se a votação, para favorecer o candidato que mais interessa à direção. Isto explica porque Priscila, por exemplo, não foi eliminada até agora.

As provas que garantem “imunidade” (Prova do Líder e Prova do Anjo) são sistematicamente manipuladas e criadas, visando favorecer esse ou aquele candidato.

Eliminados três participantes (entre eles, um dos idosos e o único negro da atração), eis que agora a Globo coloca dentro da nova casa, mais dois participantesMaira (não, não é a mesma Maíra eliminada na 1ª casa de vidro, pois essa, já pousou pro Paparazzo) e André (parece que é mais um cowboy… deve ser do movimento Sertanejo Universitário… apostam quanto?).

E a história do Muro do BBB? Foi o cúmulo do absurdo. Enquanto o mundo assistia impávido os israelenses massacrarem os palestinos (ou alguém pode chamar aquilo de duelo, se os dois lados não possuem igualdade de condições?), a Globo me coloca um MURO dividindo a casa ao meio?

O que eles queriam com aquilo? Quando eu LI (insisto: não assisti UM único episódio… tudo que eu sei, é de ler no próprio site do BBB) que haviam feito um muro, lembrei-me na hora, de que só poderia ser uma piada de extremo mau gosto!

Como a maioria dos brasileiros são alienados e ignorantes, o fato passou totalmente despercebido. Ninguém fez uma analogia ao Muro de Berlim e ao Muro de Jerusalém. Ninguém lembrou do Apartheid na África do Sul.

Ninguém lembrou do “muro” de pobreza, que separam “geograficamente” os morros cariocas da burguesia que mora nos bairros nobres à beira-mar. Digo “geograficamente” entre aspas, pois, como sabemos, o tráfico de drogas derrubou essa barreira geográfica há muito tempo. E ninguém enxerga isso – ou não quer enxergar.

O BBB continua sendo uma ótima estratégia à serviço de um Sistema, que utiliza a técnica que os Romanos usaram à dois mil atrás: pão e circo ao povo, para que ele não questione o Poder. Se o Governo dá o Pão (leia-se Bolsa Família), faltava alguém dar o Circo… a Globo está cumprindo bem seu papel nesta história.

Quer LER e VER mais sobre o BBB?

Anúncios

0 Responses to “BBB9 – Mais dois novos integrantes…”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Pessoas já leram MZN News:

  • 325,172 hits

SOS Nordeste

Categorias de Matérias

Quer procurar alguma coisa no Blog?

Digite no campo abaixo palavras chaves (tags) para encontrar nas matérias já publicadas

Arquivos

Expediente

Editor e Articulista:
Mazinho Almeida
Colaboradoras:
Fládima Christofari (Campo Grande -MS)
Helen Mariana (Curitiba-PR)
Cartas à Redação:
Para corresponder com nosso blog, além dos comentários, envie e-mail para o endereço mznnews.redacao@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: