17
abr
09

Comportamento: uma nova modalidade de roubo

O antes e o depois de Franciele... qual você prefere?

O antes e o depois de Franciele... qual você prefere?

A foto ao lado não traz duas pessoas diferentes! As garotas são, na verdade, a mesma pessoa: é Franciele Cardoso Pinheiro, de 17 anos, moradora de Franca, pacata cidade do interior do estado de SP.

Mas por que a jovem virou notícia nacional? Ela teve seu cabelo roubado!

Quais reflexões podemos fazer desse episódio?  A violência não é privilégio só dos grandes centros urbanos, diriam alguns. Outros, que pensam como eu, talvez digam: meu Deus… onde chegamos nós? Roubar… CA-BE-LOS?

Seria “sinal dos fim dos tempos”? Os que têm um raciocínio policial, tentariam explicar: é como no tráfico de drogas; se têm que roube, é porque tem quem compre. Então Franciele foi vítima da moda? Isto é: da indústria da beleza?

Vocês notaram que em toda novela ou filme que estréia, aquele(a) ator/atriz muda completamente de visual? Nem sempre as mudanças se restringem à tonalidade da cor-do-cabelo, ao uso da lente de contato ou uma barba que cresceu… às vezes, são mudanças físicas mesmo! Engordar ou emagrecer é uma das mais frequentes.

Mas existem também os famosos apliques capilares… ou os chamados megahairs. Na novela “Caminho das Índias”, a maioria das atrizes do núcleo indiano, na vida real, não possuem aquelas longas madeixas. É óbvio que o caso de Franca em nada tem a ver com a teledramaturgia da Globo, Record ou SBT.

Porém, não tem como negar que há um nexo de causualidade entre os fatos. Bom parte da população que vê a “Maira” — personagem interpretada por Juliana Paes —  deseja ter um cabelo “igual ao dela”. Daí recorrem à apliques em salões de cabeleireiros nas suas cidades ou bairros, muitas vezes, pagando um preço bem menor do que as emissoras de TV costumam investir quando partem para uma figuração de uma personagem.

É aí que está o problema: a questão é saber quem é culpado? Será que são somente os bandidos armados com tesouras e estiletes? Ou também os cabelereiros que compram e as clientes que pagam por esses apliques?

Será que o crime de receptação se aplica ao caso? Bem. Cabe à Polícia descobrir isso. Mas que é o fim da picada, ah… isso é!

P.S.: Particularmente, eu preferi o new look de Franciele. E vocês? Respondam aqui, no tópico!

Anúncios

2 Responses to “Comportamento: uma nova modalidade de roubo”


  1. 20 de abril de 2009 às 13:21

    Eu prefiria ela de cabelão, acho muito mais loko, mas de curtinho também não ficou feio.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Pessoas já leram MZN News:

  • 325,172 hits

SOS Nordeste

Categorias de Matérias

Quer procurar alguma coisa no Blog?

Digite no campo abaixo palavras chaves (tags) para encontrar nas matérias já publicadas

Arquivos

Expediente

Editor e Articulista:
Mazinho Almeida
Colaboradoras:
Fládima Christofari (Campo Grande -MS)
Helen Mariana (Curitiba-PR)
Cartas à Redação:
Para corresponder com nosso blog, além dos comentários, envie e-mail para o endereço mznnews.redacao@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: