23
abr
09

Política: Presidente do Paraguai, Fernando Lugo, “é 10 no S***”

Mais um "suposto" filho de Fernando Lugo, o presidente-bispo-paraguaio... o que ele tomava no lugar das hóstia? Viagra?

Mais um "suposto" filho de Fernando Lugo, o presidente-bispo-paraguaio... o que ele tomava no lugar das hóstias? Viagra?

Cataclisma!!! Nesta palavra pode ser resumida o que tem sido a vida de Fernando Lugo, presidente do Paraguai. Em menos de 1 mês, ele se viu envolvido na denúncia de que seria pai de três crianças, duas delas concebidas quando ainda era Bispo da Igreja Católica.

Lugo é o “Lula” Paraguaio… adepto da Teologia da Libertação, foi um dos líderes expoentes dos Movimentos Sociais paraguaios, especialmente, do “MST” de lá. Ir ao povo e anunciai o Evangelho!

Parece que D. Fernando — era assim como Lugo era chamado, quando era bispo da Diocese de San Lorenzo — realmente “foi pro meio do povo”! Mais especificamente: das MULHERES do povo!

Crescei-vos e multiplicai-vos! Não podemos acusá-lo de não seguir à risca o que está prescrito na Bíblia! Penso que para a Igreja seria pior, se o “pecado” que Lugo tivesse cometido fosse outra… talvez, aquela descrita em Deuteronômio.

Mas cá entre nós: o que será que Lugo tomava no lugar do vinho e das hóstias? Viagra? Só pode!!!

Acho que Lugo levou a sério a “ambiguidade” de sentidos que a palavra “Padre” tem no idioma espanhol: serve para designar tanto um Sacerdote Católico, quanto para um Pai/Genitor. Talvez isto explique o fato de que o número de filhos do ex-Bispo pode chegar à SEIS, segundo matéria do UOL/Valor Econômico:

Ontem, Damiana Hortensia Morán Amarilla, de 39 anos, que foi coordenadora da Pastoral Social da Diocese de San Lorenzo, disse que seu filho de um ano e quatro meses de idade é do atual presidente. Damiana disse que Lugo tem seis filhos e que as mães formarão uma inusitada associação para reclamar conjuntamente na Justiça que o presidente se responsabilize pelo sustento das crianças.

Eis o princípio do “inferno astral” de Lugo (ooops… acho que ele não deve ser exotérico! melhor dizer “cataclisma” mesmo). Mas como tudo isso começou?

A primeira “denúncia” partiu da jovem Viviana Rosalith Carrillo Cañete, 26 anos de idade. Ela é mãe do menino Guilhermo Armindo Carrillo, que teria sido “concebido” quando Lugo ainda era bispo católico. Apesar da matéria do jornal “O Globo” dizer que  a decisão da  inclusão do sobrenome de Lugo seja acrescentado ao registro civil do menor.tenha sido feita por pedido do próprio advogado de Lugo, o jornal paraguaio “ABC On Line”, informa que quem ordenou a inclusão do sobrenome foi a juíza Judith Gauto. O reconhecimento da paternidade da criança foi admtido publicamente por Lugo em discurso oficial.

Apesar do processo em que Viviana Carrillo pedia o reconhecimento da paternidade na Justiça ter sido arquivado, este caso está longe de um final feliz — para Lugo. Na imprensa paraguaia há rumores de que advogados de Lugo teriam pressionado a jovem Viviana à desistir da ação na justiça, segundo o jornal paraguaio La Nacion.

Ainda, segundo o matéria do UOL/Valor Econômico, Fernando Lugo pode responder um processo criminal: Viviana teria apenas 16 anos, quando eles iniciaram o romance, que resultou no nascimento do menino Guilhermo. Como no Paraguai a “idade de consentimento é 17 anos”, Lugo pode ser condenado por estupro.

Depois de Viviana, mais duas mulheres declararam ser “mães de filhos de Lugo”. A segunda mulher, segundo jornal La Nacion é Benigna Leguizamón, que na matéria do UOL é descrita assim:

… uma moça pobre – que vende detergente para sustentar a família – disse que Lugo é pai de um de seus filhos, mas que não a ajuda a sustentá-lo. O garoto, de seis anos, foi concebido, segundo a mãe, quando Lugo era bispo de San Pedro e ela ia à diocese pedir ajuda para se manter. O presidente não rejeitou a acusação de paternidade.

A terceira mulher de Lugo — ops, já estamos falando em “mulher” no sentido de “esposa/parceira”? — trata-se de Damiana Hortensia Morán Amarilla, de 39 anos, que ocupava uma posição de liderança pastoral na Diocese de San Lorenzo.

É de Damiana que parte a informação de que seriam “seis mães e seis filhos” diferentes; e é dela a iniciativa de fundar uma “associação” para atendê-los e auxiliá-los à obterem na Justiça, seus respectivos direitos.

Enquanto os jornais brasileiros e internacionais discutem somente a “parte fofoquista” do caso Lugo, os jornais paraguaios desenham um cenário mais obscuro. O La Nacionao comentar a renúncia de Miguel Ángel López Perito do cargo de Chefe de Gabinete da Presidência —  indica que os casos de paternidades jogam na lama a “aparente imagem” de político honesto e sem segredos:

Por su propia credibilidad y por la confianza que despertó en la ciudadanía es necesario que Lugo aclare este tema. De ser cierto que es padre de un menor debe asumir su responsabilidad y asistir al chico. No será el primer ni el último cura en convertirse en padre estando en el ejercicio del sacerdocio.

Si estamos ante un hecho de chantaje, calumnia o producción de documentos falsos, debería presentar una denuncia para iniciar una investigación contra los ideólogos y ejecutores de esta mentira. También debería, él mismo, exigir una prueba de ADN para acabar con el misterio.

Su inexperiencia para el cargo se puede tolerar. También sus errores, su falta de liderazgo y carácter para gobernar. Pero la mentira, el engaño, la farsa, el silencio y la indiferencia ante situaciones particularmente graves no son admisibles. Además, no debe olvidar que el que calla otorga.

Do céu ao inferno em menos de 15 dias: enquanto Lula se tornou “o Cara”, graças aos eloquentes elogios de Barak Obama… Lugo se tornou o “bispo-padre”, que usava da sua condição de Clérigo para seduzir moças pobres ou jovens!

A tradição histórica de países como Paraguai e Bolívia mostram que seus povos são aguerridos e não toleram líderes que traiam sua confiança. Não é possível prever o desfecho desse típico “novelão mexicano Made In Paraguay“.

Quem ficar por último é a Mulher do Padre!

Nos meus tempos de criança, nas brincadeiras de pique-esconde e pega-pega, sempre ouvia essa expressão. Naquela época e na minha inocência de menino, o que causava-me arrepios ao ouvi-la, era a explicação mítica: a mula-sem-cabeças, segundo a lenda, seria a mulher-do-padre, que por cometer o pecado de seduzir um Sacerdote, fora transformada em um ser demoníaco.

Em tempos que acusações de abuso cometidos por Sacerdotes — sejam eles Católicos, Protestantes ou de cultos Afrobrasileiros — ser “a mulher-do-padre” ganho outro sentido! Talvez, mais amedrontador do que a Lenda.

Porém, com Fernando Lugo, a coisa virou esculhambação! Afinal de contas: quem ficar por última, será a Mulher do Padre… digo, do Lugo? Por hora, já tem 3… e a última parece disposta a segurar o título! Conheça quem são as “maçãs” que tentaram contra a Castidade de Lugo.

Anúncios

0 Responses to “Política: Presidente do Paraguai, Fernando Lugo, “é 10 no S***””



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Pessoas já leram MZN News:

  • 325,172 hits

SOS Nordeste

Categorias de Matérias

Quer procurar alguma coisa no Blog?

Digite no campo abaixo palavras chaves (tags) para encontrar nas matérias já publicadas

Arquivos

Expediente

Editor e Articulista:
Mazinho Almeida
Colaboradoras:
Fládima Christofari (Campo Grande -MS)
Helen Mariana (Curitiba-PR)
Cartas à Redação:
Para corresponder com nosso blog, além dos comentários, envie e-mail para o endereço mznnews.redacao@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: