22
maio
09

Comportamento: Adolescentes de Aracruz (ES) gravam vídeo fazendo sexo

Mais um caso de adolescentes que usam o celular para gravar cenas de sexo explícito: desta vez, foram alunos da cidade de Aracruz (ES). Segundo o G1.com, o vídeo foi filmado por quatro adolescentes — duas garotas e dois rapazes — sendo que três deles, são alunos de uma mesma escola.

Ainda, segundo o G1.com, no vídeo é possível identificar que as duas garotas estão com os uniformes da escola. A diretora afirma que o vídeo não foi feito nas instalações da unidade de ensino. Os jovens teriam feito o filme DEPOIS de saírem da aula.

O repórter fotográfico Bernardo Coutinho (Gazeta), gravou depoimento de uma aluna da cidade da Aracruz, que comenta a repercurssão do fato na cidade:

Casos Semelhantes:

Outros casos semelhantes já aconteceram, envolvendo adolescentes e filmagens que acabam sendo publicas na internet. O mais recente e notório deles foi o caso de Ibirubá (RS), onde uma garota de 12 anos e um garoto de 14 anos, são filmados por outro adolescente.

Com as mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que pune com rigor quem publica e armazena conteúdo contendo imagens como essas, fica a seguinte pergunta: o que fazer quando as vítimas e os culpados são os próprios adolescentes?

Neste caso, provavelmente os jovens serão encaminhados para alguma instituição (como Conselho Tutelar) e vai ficar apenas nisto. Mas isso reacende a questão da menor idade penal.

No caso da pequena Isabela, de 8 anos, que foi baleada na cabeça numa tentativa de roubo na cidade de Rio Claro, interior de SP, um dos suspeitos da morte é um adolescente de 17 anos, que havia sido detido (e liberado!) tempos atrás por posse ilegal de arma de fogo.

Outro episódio que demonstra bem o que está acontecendo com a criança e adolescência no Brasil, foi o episódio do livro de histórias em quadrinhos — cujo teor é destinado à ADULTOS — mas que fora indicado para crianças da 3ª série do ensino fundamental (ou seja, crianças de 7 à 9 anos).

Este caso não é o primeiro e nem o último. Iniciativas como do juiz de Ilha Solteira (SP) que decretou “toque de recolher” para adolescentes parecem ser pequenas luzes na imensa escuridão que este tema está mergulhado.

Não basta a justiça fazer seu papel. É preciso que a sociedade, especialmente OS PAIS, assumam a responsabilidade que lhes cabem. Continuamos afirmando: o Estado faz a parte dele, salvo raríssimas exceções como o do episódio do livro.

Enquanto estão nas escolas, crianças e adolescentes permanecem sob a tutela do Estado. Mas do portão para fora, de quem é a responsabilidade? Dos pais. O que os filhos fazem quando não estão na escola? Esta é a pergunta que precisa ser respondida.

Pior ainda é saber que, se as autoridades tivessem boa vontade, simples blitzes em bares e boates à noite, flagariam menores expostos à bebidas, drogas e sexo fácil. Quase sempre, com a complacência de seus pais.

E quando os pais são chamados à responder criminalmente por sua omissão? Hoje, o DiaDia (Band) mostrou o caso de uma mãe que foi intimada à comparecer na Vara da Infância e Adolescência, para justificar o porquê de seu filho não estar frequentando a Escola.

Por telefone, a mãe disse que “recebeu voz de prisão, foi conduzida à Delegacia num camburão e sentiu-se constrangida”. O apresentador Dantesco — que não sei porque, tem participado cada vez mais do matinal — classificou a conduta do Promotor da Infância e Adolescência como “excessiva”.

Mas como fica? Em seu programa vespertino, quando aparece algum caso onde o adolescente ora é infrator, ora é a vítima, o mesmo apresentador Dantesco voscifera contra as autoridades, exigindo que tomem providências para evitar esse tipo de situação. Porém, quando o Estado age, ele critica e provoca o promotor, com afirmações do tipo “duvido que esse promotor iria ter coragem de mandar prender a Mãe do Marcola, do Beira Mar…”?

Primeiro: Marcola e Beira Mar já são maiores de idades, crescidos e suficientemente responsáveis pelos atos que praticam. Não há porquê “promotor mandar prender as mães deles”. Aliás, se fizesse isto, aí sim, o Promotor estaria sendo arbtirário.

Segundo: Muito ajuda quem não atrapalha.

Fonte: G1.com

Anúncios

0 Responses to “Comportamento: Adolescentes de Aracruz (ES) gravam vídeo fazendo sexo”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Pessoas já leram MZN News:

  • 325,172 hits

SOS Nordeste

Categorias de Matérias

Quer procurar alguma coisa no Blog?

Digite no campo abaixo palavras chaves (tags) para encontrar nas matérias já publicadas

Arquivos

Expediente

Editor e Articulista:
Mazinho Almeida
Colaboradoras:
Fládima Christofari (Campo Grande -MS)
Helen Mariana (Curitiba-PR)
Cartas à Redação:
Para corresponder com nosso blog, além dos comentários, envie e-mail para o endereço mznnews.redacao@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: